Contemporaneidade e experiências anômalas: dimensões psicossociais de vivências culturalmente limítrofes

Martins, Leonardo Breno, Zangari, Wellington, & Medeiros, Gabriel Teixeira de. (2017). Contemporaneidade e experiências anômalas: dimensões psicossociais de vivências culturalmente limítrofesRevista da Abordagem Gestáltica23(2), 136-149.

Resumo

Ao longo da história, sempre foram reportadas experiências pessoais “extraordinárias”, relacionadas ao “paranormal”. Contudo, tais experiências podem confrontar referenciais hegemônicos em dado contexto, além de conduzir à estigmatização de seus protagonistas, o que levanta questionamentos sobre que fatores e processos propiciam seu verificado crescimento. Para investigar variáveis psicossociais que intermedeiam relações entre crenças/experiências anômalas e cultura em contexto brasileiro, foram entrevistadas 46 pessoas que reportam contatos diretos com alegados “alienígenas”, além de 35 que não as reportam, para comparação. A coleta e a análise dos dados delinearam uma pesquisa qualitativa-fenomenológica. Através da Teoria da Atribuição de Causalidade, averiguou-se que as experiências adquirem sentido sob uma mescla caracteristicamente contemporânea de referenciais científicos, esotéricos e religiosos tradicionais, o que permite seu fortalecimento mesmo diante da estigmatização que seus protagonistas sofrem na macrocultura enquanto insanos, mentirosos, ignorantes ou endemoninhados.

Palavras-chave : Cognição; Cultura; Estigma social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *